Cidadãos InComuns

     A gente julga. Olha para um morador de rua e logo acha que “algo deu errado” em sua vida. Que em algum ponto ele foi fraco, não segurou a barra, se entregou à loucura, aos vícios. A maioria de nós nunca se deu ao trabalho de compreender o todo de uma história. Pare para pensar só um instante.

guerreiro     Não é loucura o suficiente batalhar anos a fio para se ajustar a uma sociedade  visivelmente doente? Carregar toneladas de crenças, tradições e culturas antigas que nada tem a ver conosco? Consumir o que não precisa, buscar com urgência prazeres cada vez maiores, discutir por coisas pequenas, se graduar no que não gosta, buscar a felicidade em pessoas, coisas e status, inserir valores onde não há… Isso sem falar no apego que confundimos com amor.

     Olha, a gente é muito louco…

     Por isso, tanto nos livros, HQ´s, quanto na série animada d´O Cidadão InComum, traremos personagens que nos sirvam como espelhos de nossas próprias estupidez e virtudes. E este rapaz rosa aí em cima é um dos melhores.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s