Sobre X-Men First Class.

X-Men First Class é primeiro de tudo um dos melhores filmes de super-heróis da atualidade (se não comparado com os dois “Batmans” de Chris Nolan, evidentemente). É uma grata surpresa ver uma franquia já tão desgastada gerar frutos tão interessantes.

A trama tem como pano de fundo a guerra fria dos anos 60 e conta como Charles Xavier (Professor X), interpretado por James McAvoy, e Eric Lehnsherr (Magneto), interpretado por Michael Fassbender, se conheceram antes de se tornarem inimigos.

O dilema mutante que geralmente é retratado nos quadrinhos e principalmente nos três filmes anteriores, ganham ares políticos e mais profundos. Não gira somente na questão do preconceito. É um filme que fala de indivíduos em busca do eu filosófico. Entre ser humano e ser mais.

Por um outro lado, é interessante, para quem acompanha a série, ver um Professor Xavier mais jovem, ainda sem cadeira de rodas e um tanto irresponsável, usando sua particular teoria da evolução humana para cortejar meninas de bar. A amargura de um Magneto ainda cru, ganha tons passionais, o que é legal se compararmos com o Magneto dos filmes anteriores, mais racional e cruel.

A única questão quetalvez deixe a desejar é o encaixe com os outros filmes da série. Mesmos personagens interpretados por pessoas diferentes, menos enfoque na ficção científica e alguma discrepância na cronologia faz de X-Men First Class um filme mais fechado, mas ainda assim é um dos melhores da franquia.

Anúncios

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s